Vereador diz que há plantações de maconha nas universidades públicas

O polêmico vereador de Rio Branco, N Lima (PSL) disse ser contra as manifestações feitas nas universidades do país contra os cortes de verbas

SAIMO MARTINS, DO CONTILNET
O polêmico vereador de Rio Branco, N Lima (PSL) disse ser contra as manifestações feitas nas universidades do país contra os cortes de verbas para o ensino superior anunciado pelo governo federal. Segundo Lima, em algumas instituições federais do Brasil existem “plantações de maconha”.

A declaração foi dada na manhã desta terça-feira (14), durante sessão na Câmara Municipal, após o vereador Rodrigo Forneck (PT) pedir para que os parlamentares possam comparecer ao movimento contrário aos cortes da educação proposto por Bolsonaro. Eduardo Farias, do PCdoB, pediu que a Mesa Diretora da Casa suspenda a sessão de quarta-feira (15), data em que ocorrem os protestos.

Revoltado com a situação, Lima disse ser contrario à manifestação. “Temos que fazer nosso trabalho, esse ato é anti-democrático”, explicou.

O vereador, que é defensor ferrenho de Bolsonaro, enfatizou que mostrará um vídeo dos reitores de faculdade sendo presos por corrupção. “O povo tem consciência que ninguém estuda mais. Eles vão para lá, plantar maconha dentro da universidade e eu tenho os vídeos”, declarou.

Deixe seu comentário

comentários