Trotes atrapalham ações da equipe do SAMU, em Sena Madureira

O Hospital conta com um aparelho de identificador de chamadas. Sendo assim, quem liga para o 192 acaba tendo o número gravado

Por: Edinaldo Gomes

Profissionais que atuam no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), na cidade de Sena Madureira, estão revoltados com alguns infratores que estão passando constantemente trotes para o telefone 192. Segundo eles, nos últimos meses dezenas de chamadas foram feitas e quando a equipe se desloca até o destino indicado descobre que se tratava de informação falsa.

Um dos casos ocorreu na Praça do Bairro Segundo Distrito. Por volta das 3 horas da madrugada, o SAMU foi acionado por um morador, mas ao chegar lá não tinha ninguém ferido ou precisando de remoção até o hospital. “O que a gente pede encarecidamente é que as pessoas nos ajudem, não passem trotes para o SAMU. Enquanto a nossa equipe atende um chamado desses, pode existir um paciente que realmente esteja precisando. Como fica a situação nesse caso? Quem vai se responsabilizar?”, indagou Elvys Danny, gerente administrativo do hospital local.

Segundo ele, a lei Brasileira estabelece punição para quem comete esse tipo de ato. “O artigo 340 do Código Penal estabelece punição para a pessoa que é identificada passando trotes. A detenção, segundo a lei, é de um a seis meses e multa”, destacou.

O Hospital conta com um aparelho de identificador de chamadas. Sendo assim, quem liga para o 192 acaba tendo o número gravado, o que irá facilitar a ação da Polícia.

Deixe seu comentário

comentários