Pronto-socorro do AC tem mais de 20 profissionais afastados por Covid-19 

Facebook Twitter WhatsApp Facebook MessengerA administração do pronto-socorro de Rio Branco informou que 21 profissionais da unidade foram afastados dos cargos por estarem com Covid-19 ou com suspeita de terem...

A administração do pronto-socorro de Rio Branco informou que 21 profissionais da unidade foram afastados dos cargos por estarem com Covid-19 ou com suspeita de terem contraído a doença. O número inclui técnicos de enfermagem, enfermeiros e motorista.

As informações foram repassadas ao G1 pela gerente de Assistência do pronto-socorro, Mônica Nascimento. Segundo ela, dos profissionais, sete são do setor de clínica médica, que foi reservado para atendimento exclusivo de pacientes suspeitos e confirmados de Covid-19.

Os outro oito afastados são funcionários do centro cirúrgico da unidade. Até este sábado (18), ela disse que seis profissionais da unidade testaram positivo para a doença. Somente os que apresentaram sintomas passaram por exames, os assintomáticos, foram colocados em quarentena após contato com casos confirmados.

“A gente suspeita que a contaminação do primeiro caso não foi no hospital, porque até agora todos os pacientes que subiram para lá foram indetectáveis. E no centro cirúrgico também teve a confirmação de uma profissional e teve que afastar todo mundo por medidas preventivas. À medida que vai fazendo o exame e vai passando a quarentena, eles vão retornando à unidade”, disse a gerente.

No setor de clínica médica já chegaram a ser afastados 15 profissionais de uma vez após a primeira confirmação. Mas, oito profissionais retornaram aos postos de trabalho após quarentena. O setor tem cinco pacientes com sintomas da doença internados até este sábado (18).

Os profissionais estão sendo monitorados pela Vigilância de Saúde do município. “Eles que estão controlando, vendo a gravidade e a necessidade de vir ou não para o hospital. A gente também tem nosso núcleo do servidor, que está prestando esse apoio às pessoas que estão positivo para a doença”, afirmou.

A gerente ressalta que o afastamento acaba causando deficit de profissionais e a situação é preocupante.

“A gente está solicitando ajuda de outras unidades que tenham fluxo menor, por exemplo, municípios que possam ceder técnicos de enfermagem para trabalhar pelo menos nesse período, o Hospital das Clínicas que está com ambulatório fechado e sem fazer cirurgias eletivas e tem bastante técnico. Então, é o momento de se ajudar”, concluiu.

Covid-19 no Acre
O Acre chegou aos 163 casos de Covid-19 neste domingo (19), segundo o boletim da Secretaria de Saúde do estado (Sesacre). Foram 21 novos casos registrados em apenas em 24 horas. No sábado (18), eram 142 casos. O número de mortes permanece o mesmo, 6.

O vírus já circula em sete das 22 cidades do estado. O Acre tem 1.483 notificações, sendo que 1.084 foram descartadas, e 236 seguem em análise. O número de mortes pela doença permanece em 6, sendo que o resultado dos exames de óbito de mais 3 pessoas ainda deve confirmar o motivo da morte. O número de pessoas curadas segue em 58. No total, 17 pacientes estão hospitalizados.

Por Iryá Rodrigues, G1 AC

Deixe seu comentário

comentários