Projeto do vereador Charmes que proíbe condenador pela Lei Maria da Penha em ocupar cargos comissionados é sancionada pelo prefeito 

Agora é lei. Após ser aprovado por unanimidade na Câmara Municipal, o  projeto de autoria do vereador Charmes Diniz (PP),

Da redação do sena online.net

Agora é lei. Após ser aprovado por unanimidade na Câmara Municipal, o  projeto de autoria do vereador Charmes Diniz (PP), foi sancionado pelo prefeito Mazinho Serafim . Através do projeto fica proibida a contratação de pessoas condenadas pela Lei Maria da Penha para todos os cargos comissionados no âmbito da Administração Pública direta e indireta no poder executivo legislativo municipal. “A sanção deste projeto visa   combater a violência contra as mulheres, é notório que alguns avanços foram almejados por meio da Lei Maria da Penha, mas  mesmo assim, precisamos criar novos meios que busquem coibir esta prática. Sei que ainda faltam politicas públicas direcionadas ás mulheres que são vitimas de agressão, seja ela física, ou psicológicas que deixam marcas não só no corpo, mas também na mente ”. Mencionou o parlamentar

Ainda na tribuna Charmes Diniz fez um agradecimento ao Governador Gladson Cameli  pela assinatura da Ordem de Serviço para reforma a e ampliação do Hospital João Câncio Fernandes que após 111 anos de sua inauguração será reconstruído e modernizado para melhor tender á população. “Quero aqui destacar o empenho da câmara Municipal de Vereadores que não mediu esforços para garantir a aprovação da lei para evitar que o recurso fosse devolvido. Parabenizo o Deputado Estadual Alan Rick que por meio de emendas parlamentares a maior parte dos recursos para realização da obra. Não posso deixar de mencionar aqui também a parceria do governo com a prefeitura municipal que foi fundamental para garantir a ampliação da unidade hospitalar, a prefeitura cedeu o terreno sem qualquer ônus e isso vai permitir as futuras instalações do hospital, menciono também a participação do Deputado Estadual Gehlen Diniz, líder do governo na Assembléia legislativa e friso a participação do ex-deputado Nelson Sales que durante seu mandato reivindicou esta obra”. Completou.

 

 

 

Deixe seu comentário

comentários