Presídio de Sena tem Bloco exclusivo para detentos que se desligaram de facções

Dentre as exigências para ser separado neste Bloco estão: Gravar um vídeo comunicando o desligamento da facção e assinar um termo de responsabilidade.

Por: Edinaldo Gomes

Um Projeto inovador começou recentemente a ser executado no presídio Evaristo de Moraes, em Sena Madureira, envolvendo os reeducandos que decidiram ‘rasgar a camisa’ e sair das facções criminosas. Denominado “Salvando vidas”, o projeto já conta com 10 detentos.

Para estes, a direção reservou um Bloco exclusivo. Os mesmos resolveram deixar o crime e aceitar Jesus como Senhor e salvador. “Como integravam facções rivais, os reeducandos são avaliados todos os dias. Quem não se enquadra nos critérios, volta para a cela de origem, mas a intenção não é essa e, sim, dar oportunidade para aquelas que almejam mudar de vida”, comentou Valquer Oliveira, diretor do presidio de Sena.

Dentre as exigências para ser separado neste Bloco estão: Gravar um vídeo comunicando o desligamento da facção e assinar um termo de responsabilidade.

O trabalho religioso imprimido por algumas lideranças dentro do presídio tem sido determinante para que os presos tomem tal atitude.

O pastor Júnior Braga, da Igreja Evangélica “É Tempo de Vencer”, já testemunhou muitas vidas se entregando a Jesus. “É gratificante pregar a palavra de Deus e alcançar pessoas que procuram mudar de vida. Só o poder de Deus é capaz de transformar o ser humano”, disse ele.

O bloco exclusivo para os “arrependidos” tem capacidade para comportar 60 reeducandos.

Deixe seu comentário

comentários