Pesquisa eleitoral deveria ser proibida no Acre e no restante do país

A Justiça Eleitoral Brasileira deveria encontrar uma forma de proibir a divulgação de pesquisas eleitoral  nos estados do país

A Justiça Eleitoral Brasileira deveria encontrar uma forma de proibir a divulgação de pesquisas eleitoral  nos estados do país, pesquisas essas, que na maioria das vezes são sérias e outras encomendadas pelos próprios partidos, na tentativa de confundir a cabeça e influenciar o eleitor para votar em um candidatos que não correspondem o anseio da maioria da população.

Todos lembram da última eleição, os institutos de pesquisas apontavam o presidente Jair Bolsonaro como um dos últimos colocados, mais quando os votos foram contabilizados ele foi eleito presidente do Brasil.

Porém, agora com as redes sociais os eleitores abriram a mente, não se deixaram influenciar por empresas e institutos de pesquisas. Desmoralizando assim todos os analistas políticos que com suas opiniões partidárias tentam confundir a cabeça do eleitor.

No Acre não é diferente, se o candidato não aparece bem junto à comunidade, ele contrata um instituto de pesquisa para a parecer em primeiro lugar. Resta o eleitor fazer um exame de consciência e decidir, se acredita ou não. Não queremos generalizar.

Ronaldo Duarte

Deixe seu comentário

comentários