“Não vejo a hora de fechar a janela partidária para que foquem na Covid “, diz Cameli

Facebook Twitter WhatsApp Facebook MessengerSAIMO MARTINS, DO CONTILNE No fim da manhã desta quinta-feira (2), o governador Gladson Cameli (Progressistas) concedeu entrevista coletiva no auditório do Hospital Santa Juliana, em...

SAIMO MARTINS, DO CONTILNE

No fim da manhã desta quinta-feira (2), o governador Gladson Cameli (Progressistas) concedeu entrevista coletiva no auditório do Hospital Santa Juliana, em Rio Branco, para falar sobre a doação dos leitos ao governo. No entanto, o governador destacou que não vê a hora de que acabe a janela partidária.

“Será que estamos preocupados com a situação que passamos? Vejo muitos falando só em política e não levam em conta o problema. Não vejo a hora de o período da janela partidária encerrar para que as pessoas foquem no coronavírus”, disparou.

Cameli pontuou que o momento não é de pensar em eleições, tendo em vista que, dependendo da situação, há a possibilidade de não haver pleito este ano. “Digo isso para que as pessoas possam se focar na pandemia do coronavírus, porque parece que só existe essa situação [de eleição]”, declarou.

O chefe do executivo garantiu que até o momento exato do fechamento da janela eleitoral muita água ainda vai rolar em relação a especulações eleitorais. “Estou doido que acabe também o coronavírus”, desabafou.

A janela partidária é o período em que políticos com mandatos mudem de partido sem sofrer punições da Justiça Eleitoral. O prazo vai até sábado (4).

Deixe seu comentário

comentários