Mazinho Serafim se solidariza com movimento de PMs

O deputado Mazinho Serafim (PSDB) ocupou a tribuna na sessão desta terça-feira, 5, para defender o movimento dos policiais militares por melhores salários e condições de trabalho

mazinhio0505.jpgO deputado Mazinho Serafim (PSDB) ocupou a tribuna na sessão desta terça-feira, 5, para defender o movimento dos policiais militares por melhores salários e condições de trabalho. Mazinho lembrou que ele próprio foi policial militar no Estado de Rondônia. “Sei o sofrimento e os riscos que eles correm, pois fui policial militar por um ano”, declarou.

De acordo com Mazinho, os policiais militares do Acre estão com uma defasagem salarial de 49% em relação ao aumento do custo de vida, mas não podem fazer greve por conta do regulamento. Mazinho afirmou que basta abrir a geladeira de um policial ou seu guarda roupa para verificar que ele passa por dificuldades. “Estão há três anos sem receber fardamento. O PM passa a vida toda trabalhando, pega todas as doenças e o Estado tira sua gratificação de periculosidade”, afirmou.

O deputado disse temer pelas lideranças do movimento, pois acha que serão perseguidos pelo governo. Embora estejam em trégua, os PMs dificilmente terão suas reivindicações atendidas segundo o deputado. Mazinho disse que o governo mandou fotógrafos para registrar os policiais envolvidos na paralisação em frente ao escritório do Governo.

Mazinho fez contato com os policiais durante a sessão desta terça-feira e disse ter sido informado de que o governador deu uma entrevista chamando os grevistas de baderneiros.

 

Fonte: Aleac

Deixe seu comentário

comentários



Deixe uma resposta