Mãe afirma que borracheiro estuprou sua filha de 12 anos

Cirleide da Silva, 31 anos, procurou o Conselho Tutelar e a Polícia Civil, para registrar queixa contra o dono de uma borracharia da cidade (por enquanto a nossa reportagem vai manter...

me_de_suposta_vtima_de_estupro_1685.jpg

Cirleide da Silva, 31 anos, procurou o Conselho Tutelar e a Polícia Civil, para registrar queixa contra o dono de uma borracharia da cidade (por enquanto a nossa reportagem vai manter em sigilo o nome do acusado até a conclusão das investigações). Ela relatava ao delegado que o suposto acusado teria seduzido sua criança de 12 anos e estuprado-a dentro da borracharia em que trabalha, a menina só voltou para casa dois dias depois, estava escondida na casa da avó com medo de ser morta, já que o mesmo tinha ameaçado-a de morte caso ela comentasse com alguém a respeito do ocorrido. 
A criança foi levada pelo Conselho Tutelar ao médico para exames. O médico de plantão deu o laudo comprovando que realmente a menina tinha sido corrompida. Além do exame, a roupa que a menina vestia no dia do ocorrido também foi apresentada ao delegado, apresentando manchas de sangue. 
No final da tarde a polícia prendeu o acusado, 40 minutos depois mais duas pessoas foram apontadas, acusadas de serem autoras do estupro. O caso é delicado, de uma pessoa passou para três, o delegado está apurando as denuncias na tentativa de saber quem realmente é o autor do crime. 
O Senaonline.net só irá divulgar o nome ou os nomes após o final da apuração.
 
 
Ronaldo Duarte 

Deixe seu comentário

comentários



Deixe uma resposta