Índios vivem em condições desumanas em Sena Madureira

Os indígenas das aldeias situadas próximo a cidade de Sena Madureira vivem em condições desumanas

indigenas.jpgOs indígenas das aldeias situadas próximo a cidade de Sena Madureira vivem em condições desumanas, mendigando e perambulando pelas ruas da cidade sem trabalho e não querendo voltar para suas aldeias de origem, uma boa parte deles revira caixas de lixos em busca de alimentos, um dos maiores problemas enfrentados entre os índios que permanecem na cidade é o alcoolismos, muitos se embriagam e caem no meio das ruas e avenidas, a polícia também tem prendido vários índios envolvidos em brigas e furtos.

indios.jpgAs casas improvisadas de lona e papelão construídas na beira do Rio Yaco são os únicos abrigos, quando chove e venta forte eles fogem para procurar abrigo em latadas construídas em frente aos comércios locais no centro da cidade, uma índia que não quis ter seu nome divulgado disse a nossa reportagem que, quando chega o final do mês alguns índios beneficiados com aposentadorias vêm receber o dinheiro, muitos trazem parentes e gastão tudo com bebidas e ficam sem condições de comprar o combustível para volta,  o jeito e permanecer na cidade se submetendo a catar lixo e pedir dinheiro e comida a populares. O responsável pela FUNAI em Sena Madureira Valmir Darque disponibiliza aos indígenas todos os recursos necessários repassados pela instituição na tentativa de manter os índios na suas aldeias e que somente venham a cidade no caso de extrema necessidade, Valmir faz a parte que compete a instituição só que alguns insistem em permanecerem na cidade e viver passando fome, dormindo mal e se embriagando.

indio_pequeno.jpgSomos todos iguais perante a lei e não queremos que nossos irmãos vivam desta maneira, seria necessário investir mais em campanhas educativas e realizar palestras nas aldeias indígenas do município.

Ronaldo Duarte

Deixe seu comentário

comentários



Deixe uma resposta