IFAC realizou a certificação de mais 34 alunos do Curso Básico de Língua Brasileira de Sinais (Libras).

O evento teve início às 15h30 com pronunciamento da diretora geral do campus Sena Madureira,

O Instituto Federal do Acre (Ifac) campus Sena Madureira realizou a certificação de mais 34 alunos do Curso Básico de Língua Brasileira de Sinais (Libras). A cerimônia ocorreu no auditório da unidade, no dia 18 de junho. Fizeram parte da turma servidores, alunos e pessoas da comunidade.

O evento teve início às 15h30 com pronunciamento da diretora geral do campus Sena Madureira, Italva Miranda, do coordenador do Curso Básico de Libras, Ruan Carvalho, da professora de Libras, Ana Claúdia Rocha Campos, da presidente da Associação dos Tradutores e Intérpretes de Libras do Acre, Cristiane Nogueira e, por fim, do presidente da Associação dos Surdos do Acre, Adriano Pinto.

Logo após as falas houve a apresentação das músicas “Ele continua sendo bom”, sem seguida o professor Ruan apresentou a música “Ouvi dizer” e por último mais apresentação de pelos alunos do curso. Para encerrar, foram entregues os certificados para a turma de 34 alunos.

Para o coordenador do curso, o sentimento é mais um vez de dever cumprido. “A cada curso uma nova experiência, mas a gratidão continua, gratidão a tudo e todos que tem apoiado esse projeto. Fico extremamente feliz quando vejo na conclusão, pessoas que não sabiam nada de Libras saírem com a possibilidade de comunicação com a comunidade surda. Isso é realmente gratificante, saber que a população de Sena Madureira tem despertado, tem procurado o Curso, que ele aos poucos tem sido referência local. Desde já deixamos claro, que não vamos e não podemos parar, em breve virão outros cursos, como intermediário, avançado e também mais curso básico.

A Professora e presidente da Associação de Intérprete de Libras do Acre Cristiane Nogueira “É sempre importante o fomento de atividades relacionadas a área da educação de surdos. A ASTILEAC procura sempre apoiar e ser parceira de instituições que promovem possibilidades de comunicação com a pessoa surda. Muito feliz pela oportunidade de mais uma vez participar da realização desse sonho no município de Sena Madureira juntamente com meus colegas da área, a professora de Libras Ana Claúdia e nosso querido intérprete de Libras, Ruan Carvalho. Espero que em 2020 possamos formar a primeira turma de intérpretes de Libras em Sena Madureira e futuramente de instrutores surdos. Assim conseguimos alcançar cada vez mais uma sociedade inclusiva com igualdade de oportunidades a todos.

Entendendo a importância de assegurar aos surdos de Sena Madureira os seus direitos Linguísticos sobre o uso e difusão de sua língua materna- Libras, pensamos na promoção de Cursos Continuados de Libras, tendo como público alvo a comunidade interna e externa ao Campus do IFAC. Então, é com grande entusiasmo, satisfação, sensação de dever cumprido que concluímos mais um curso básico. Quando penso nos resultados de trabalho como este, é possível vislumbrar uma sociedade mais acessível a todos os surdos. É o IFAC colaborando de forma relevante para o bem estar da pessoa surda e sua inclusão na sociedade, relata a professora de Libras Ana Claúdia.

Para a diretora geral do campus, Italva Miranda, o interesse da comunidade pelo curso demonstra não apenas a necessidade, mas é acima de tudo o reconhecimento pelo belíssimo trabalho desempenhado pelo intérprete de Libras Ruan Carvalho e pela professora Ana Claúdia. O Campus Sena Madureira sente-se gratificado em poder contribuir com a formação e aprimoramento profissional de nossa comunidade. O Curso de Libras está na sua segunda turma e desde que começamos a ofertar no segundo semestre de 2018, a procura tem se intensificado cada vez mais. Reforçando que o Campus está sempre pronto a receber toda a comunidade.

O Curso Básico de Libras é um projeto de extensão no edital 01/2019 da Pró-Reitoria de Extensão do Ifac com o objetivo de capacitar os alunos na língua brasileira de sinais, agregando conhecimentos teóricos e práticos, com vistas a desenvolverem suas habilidades comunicativas com a comunidade surda de Sena Madureira, do Acre e de todo o Brasil, podendo, assim, ampliar o currículo dos alunos para o mercado de trabalho.

 

Deixe seu comentário

comentários