Hospital de Sena Madureira está sem ambulância: “Não adianta tapar o sol com a peneira”, diz Juza Bispo

As duas ambulâncias do município estão quebradas. Sem o veículo, o transporte de pacientes graves está sendo feito pelo SAMU de Rio Branco ou do Bujari, porém, a demora é...

A principal unidade de saúde de Sena Madureira – o Hospital João Câncio Fernandes, está sem ambulância há cerca de duas semanas. A denúncia foi apresentada na sessão de terça-feira na câmara e confirmada pela direção da unidade.

As duas ambulâncias do município estão quebradas. Sem o veículo, o transporte de pacientes graves está sendo feito pelo SAMU de Rio Branco ou do Bujari, porém, a demora é grande por conta da distância.

O gerente geral do hospital João Câncio Fernandes, Juza Bispo, disse em entrevista à imprensa que o problema realmente está sendo vivenciado há cerca de 15 dias. “Realmente nos encontramos sem ambulância para atender a demanda de Sena Madureira. Vale lembrar que o SAMU é de responsabilidade do Ministério da Saúde e toda a parte de manutenção é feita em Rio Branco. Já fizemos todos os encaminhamentos pedindo providências e a garantia é de que nesta sexta-feira pelo menos uma ambulância seja designada ao município”, frisou.

Segundo ele, se for um caso de emergência envolvendo mulheres grávidas ou pessoas acidentadas, o SAMU é enviado de Rio Branco para Sena Madureira. “Aqui dentro da cidade, porém, não temos a capacidade de buscar ninguém porque o carro não está aqui”, confirmou.

Juza Bispo disse mais: “Não adianta tapar o sol com a peneira. Realmente estamos sem ambulância, mas estamos buscando solução para o problema”, finalizou.

Além da falta de ambulância, há muito tempo o hospital de Sena Madureira sofre com o número reduzido de médicos. As vezes há apenas um médico de plantão para atender os pacientes nos leitos e os moradores que procuram o Pronto Socorro.

Deixe seu comentário

comentários