Homem que matou estudante dentro de sala de aula é condenado a mais de 25 anos de prisão, em Sena Madureira

O homicídio teria sido motivado por vingança.

Redação Senaonline.net


Em julgamento realizado nesta sexta-feira, 3, na Comarca do Fórum Desembargador Vieira Ferreira, o detento Diones Alves foi condenado a 25 anos, 10 meses e 15 dias de reclusão pela morte do estudante Samuel Nascimento, 15 anos, ocorrida no ano passado.

A sessão foi presidida pelo juiz de direito da Vara criminal de Sena, Fábio Farias, contando também com a atuação do promotor Fernando Terra e do advogado de defesa do réu.

Dione Alves respondeu pelos crimes de Homicídio, corrupção de menor e organização criminosa. A pena pela prática do homicídio foi de 21 anos, 10 meses e 15 dias de prisão. Já pela corrupção de menor ele foi absolvido, mas foi condenado também por organização criminosa (4 anos). Com isso, sua pena definitiva foi de 25 anos, 10 meses e 15 dias de reclusão que devem ser cumpridos, inicialmente, em regime fechado.

Após a leitura da sentença feita pelo juiz Fábio Farias, o acusado foi reconduzido ao presídio.

O CASO

De acordo com os autos do processo, a morte do estudante Samuel Nascimento, 15 anos, ocorreu no dia 23 de maio do ano passado, dentro de uma sala de aula da Escola Municipal Raimundo Hermínio de Melo, situada em frente à Delegacia de Polícia de Sena Madureira.

Naquela fatídica data, Diones Alves e um menor de idade pularam o muro da parte de trás da escola e invadiram a sala de aula em pleno horário de funcionamento. Eles foram direto na cadeira de Samuel. Diones efetuou um tiro de revólver calibre 32 na cabeça da vítima. Quando o estudante estava caído, o menor de idade ainda tentou lhe acertar com um tiro de escopeta calibre 16, entretanto, a arma bateu catolé.

Samuel Nascimento foi socorrido com vida, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos e foi a óbito dias depois.
Em depoimento prestado à Polícia, o menor de idade envolvido na morte disse que, em datas anteriores, Samuel teria tentado lhe matar com uma arma de fogo. Portanto, o homicídio teria sido motivado por vingança.

Vale lembrar que o menor de idade encontra-se internado no Centro Sócioeducativo Purus, em Sena Madureira. Inclusive, após esse episódio com o estudante, esse mesmo menor já envolveu-se em outro crime contra a vida, fato este ocorrido dentro da própria pousada, onde um interno foi morto a golpes de estoques.

Deixe seu comentário

comentários