Governo assina ordem de serviço para a reestruturação do Colégio Cívico Militar em Cruzeiro

A Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes (SEE) assinou nesta sexta-feira,

Clícia Araújo-Agencia
A Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes (SEE) assinou nesta sexta-feira, 3, a ordem de serviço para a reestruturação do Colégio Cívico Militar em Cruzeiro do Sul, localizado no bairro Miritizal, com 800 vagas abertas para a comunidade, e vai atender turmas do 6º ao 9º ano do ensino fundamental e o ensino médio.

O Colégio será administrado por duas equipes gestoras, uma civil que vai cuidar da equipe pedagógica com uma diretora nomeada, que é a professora Rosa Lebre, e a outra pela equipe do Exército Brasileiro com a responsabilidade de monitorar e auxiliar na gestão administrativa e educacional.

“Vamos fazer um diálogo com a comunidade para saber das expectativas e fazer um trabalho diferenciado com atividades inovadoras para que os alunos se sintam motivados e permaneçam na escola, que é um desafio muito grande, mas acreditamos que o objetivo será alcançado”, citou a professora Rosa Lebre, gestora do Colégio.

A proposta é que a escola inicie o ano letivo, juntamente com as demais escolas do estado, dia 10 de fevereiro, e, para isso, será dado celeridade aos serviços de reforma. Em um segundo momento, serão construídos um auditório e uma quadra de esportes.

“Essa é mais uma conquista dentro do atual governo, principalmente uma conquista da Educação, pois é um projeto que vem dando certo. Houve essa possibilidade do Governo do Estado de aderir à implantação de mais um Colégio Cívico Militar e hoje está sendo dado o pontapé inicial com a empresa”, comentou a Ruth Bernardino, coordenadora do Núcleo da SEE em Cruzeiro do Sul.

O Colégio vai funcionar no prédio da escola Madre Adelgundes Becker e sua implantação se deu para atender aos anseios da população, e a SEE então levou a proposta para o governador, que prontamente atendeu.

Deixe seu comentário

comentários