Criminosos atacam bairros a tiros; uma pessoa é morta e duas ficam feridas

Moradores de vários bairros de Rio Branco viveram uma noite de terror nesta quinta-feira (27). Em menos de 12 horas,

Davi Sahid

Moradores de vários bairros de Rio Branco viveram uma noite de terror nesta quinta-feira (27). Em menos de 12 horas, pessoas testemunharam a ação das facções que atuam na capital acreana, vários tiroteios foram registrados, um homem foi morto e duas pessoas ficaram feridas.

Por volta das 19h iniciaram as guerras entre as facções, testemunhas relataram a reportagem do  que escultaram vários disparos de armas de fogo na região do Conjunto Wilson Ribeiro, Portal da Amazônia, Laélia Alcântara, Aroeira, Boa União, Rosa Linda e Conjunto Habitacional Cidade do Povo.

Os ataques resultou em uma morte na rua 16 de Julho, no bairro Boa União. O presidiário monitorado por tornozeleira Jhonatan Wendel Ribeiro Rodrigues, de 26 anos, foi executado a tiros dentro de sua casa.

De acordo com informações da polícia repassadas a reportagem do ac, Jhonatan estava na sala de casa com a criança no colo sentado no sofá, quando dois homens não identificados chegaram numa motocicleta e invadiram a residência. No momento da ação Wendel pediu aos criminosos que não atirassem na criança, ele a deixou no sofá e quando se levantou foi atingido com três tiros.

A ambulância do suporte avançado do Samu, foi acionada, mas ao chegar no local Rodrigues que já se encontrava morto.

A área foi isolada pela Polícia Militar até a chegada dos peritos. A Polícia não conseguiu prender os acusados.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavéricos.

Já o outro ataque foi registrado na rua M, no Conjunto Wilson Ribeiro, região do Calafate, Eliandro Santos da Silva, de 39 anos, foi ferido com uma coronhada na cabeça e Ismael Rosendo com um tiro no ombro.

Segundo informações da policia, as vítimas estavam conversando num quintal de uma residência, quando foram surpreendidos por vários homens não identificados que chegaram atirando.

No momento da ação, Ismael mesmo ferido ainda conseguiu correr e se esconder dos criminosos, já Eliandro só não morreu, porque um dos membros da facção o reconheceu e disse que ele era trabalhador.

Eliandro e Ismael foram conduzidos pela ambulância do Samu em estado estável ao pronto socorro de Rio Branco.

A Polícia acredita que os ataques na noite desta quinta-feira, foi uma resposta à invasão do CV ao bairro Hélio Melo, região conhecida como Sapolândia, ocorrida na última terça-feira (25).

Deixe seu comentário

comentários