Aposentado portador de deficiência visual chora na hora de sacar aposentadoria

O aposentado José Bacaia Filho, 86 anos, residente no Bairro Cidade Nova, portador de deficiência visual, chorou na fila do banco quando soube que tinha sido furtado, tudo aconteceu quando...

velhinho_chegando_na_delegacia.jpgO aposentado José Bacaia Filho, 86 anos, residente no Bairro Cidade Nova, portador de deficiência visual, chorou na fila do banco quando soube que tinha sido furtado, tudo aconteceu quando se dirigiu para sacar sua aposentadoria e pagar seu fornecedor, ao pedir ajuda a uma assistente do banco foi informado que seu dinheiro já havia sido sacado e o saldo era negativo, o ancião entrou em desespero alegando que não tinha sido ele o autor do saque, sendo encaminhado à delegacia para registrar queixa.

Foi ouvido pelo Delegado Jarlen Alexandre que imediatamente pediu informações da gerência sobre o caso, através da data do saque e das câmeras registradoras de imagens identificaram o acusado sacando o dinheiro da vítima um dia antes.

 
A polícia localizou o citado, um menor de 14 anos, residente no mesmo bairro da vítima. Em depoimento ao delegado, o menor acusado afirmou que andava sondando o velhinho há dias, para saber a senha e furtar o cartão, quando conseguiu sabendo a data do pagamento dirigiu-se à agência e realizou o saque, afirmou ainda que sacou 830 reais e gastou uma parte comprando roupas  e  eletrodomésticos, restando somente 150,00 reais.

velhinho.jpgO delegado autuou o menor em flagrante e encaminhou ao Promotor de Justiça Adenilson de Souza que deverá pedir a internação do citado na pousada do menor, a vítima desesperada por não ter como quitar suas dividas deverá passar fome este mês, tendo em vista que seus credores não irão lhe fornecer mercadoria antes do pagamento das dívidas, afirmou a vítima.

 
 
Ronaldo Duarte


Deixe seu comentário

comentários



Deixe uma resposta