Acusado de matar desafeto na zona rural se apresenta à Polícia de Sena Madureira

Ele aguardará julgamento em liberdade.

Redação Senaonline.net

Um homem identificado até o presente momento como Edmilson acusado na morte de Ecivaldo Ferreira da Rocha se apresentou na semana passada à Polícia Civil de Sena Madureira. Acompanhado de um advogado, ele prestou depoimento, porém, irá aguardar o julgamento em liberdade.

No interrogatório perante a autoridade policial, Edmilson confessou a autoria do assassinato e disse que fez o que fez por Ecivaldo teria lhe agredido com uma ripada na perna. Após a agressão, o mesmo foi até sua residência, se apossou de uma espingarda e atirou no peito da vítima.

O crime em questão ocorreu no último dia 10 deste mês na região do Projeto de Assentamento Joaquim de Matos, conhecido como ‘Toco Preto’. Após consumar os fatos e temendo represálias de familiares do morto, Edmilson evadiu-se para outro ramal.

Na Delegacia de Sena, ele foi indiciado por homicídio privilegiado, conforme redação do artigo 121, do Código Penal Brasileiro: Matar alguém: Pena – reclusão, de seis a vinte anos. Parágrafo 1º – Se o agente comete o crime impelido por motivo de relevante valor social ou moral, ou sob o domínio de violenta emoção, logo em seguida a injusta provocação da vítima, ou juiz pode reduzir a pena de um sexto a um terço.

A vítima Ecivaldo Ferreira da Rocha tinha passagem pelo presídio de Sena Madureira em razão ter matado o próprio irmão no ano passado.

Deixe seu comentário

comentários