Acre tem 349 novos casos e 122 óbitos confirmados

O Acre registrou, em 24 horas, 349 casos novos de Covid-19. O número saltou de 5.251 para 5.600, segundo o boletim desta quinta-feira

O Acre registrou, em 24 horas, 349 casos novos de Covid-19. O número saltou de 5.251 para 5.600, segundo o boletim desta quinta-feira (28) divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre). O número de mortes também registrou aumento, foram nove novos óbitos, sendo seis homens e três mulheres. O número total de vítimas fatais agora é 122.

Além dos casos confirmados, mais 294 aguardam análise dos exames. A taxa de contaminação no estado é de 635 para cada 100 mil habitantes. Das 22 cidades, Manoel Urbano e Jordão não têm casos da doença.

Os casos novos foram registrados em 15 cidades do estado. A taxa de letalidade do estado é de 2,2.

As 122 mortes foram registradas em 11 cidades. Sendo 105 em Rio Branco, uma em Acrelândia, uma em Assis Brasil, uma em Brasileia, cinco em Cruzeiro do Sul, três em Plácido de Castro, uma em Porto Acre, uma em Sena Madureira, uma em Capixaba, duas em Tarauacá e uma em Senador Guiomard.

Mortes
Das nove mortes divulgadas no boletim desta quinta seis são homens e três mulheres. Oito pessoas são moradoras de Rio Branco e uma do município de Senador, que teve a primeira morte pela doença confirmada.

O primeiro óbito foi um idoso, de 83 anos, internado na UPA do Segundo Distrito, em Rio Branco, no dia 20 de maio e faleceu nesta quinta (28). Na declaração de óbito consta que ele tinha doença pulmonar e insuficiência cardíaca.

A segunda vítima foi um homem, de 51 anos, que foi internado no dia 23 deste mês no PS de Rio Branco e também morreu nesta quinta. Ela não tinha comorbidades.

Uma idosa, de 86 anos, foi a terceira morte pela Covid-19 confirmada no boletim da Saúde. Ela era morador do município de Senador Guiomard e foi internada na UPA do Segundo Distrito da capital no dia 26 de maio e e veio a óbito nesta quinta. Ela não tinha comorbidades.

A quarta vítima foi um homem, de 62 anos, que deu entrada no dia 7 deste mês no Pronto-Socorro de Rio Branco e morreu no dia 27. Ele tinha agravo de hipertensão arterial.

Um idoso, de 78 anos, foi a quinta vítima da doença. Ele deu entrada na UPA do Segundo Distrito no dia 25 deste mês e morreu no dia 27. Ele tinha como agravo hipertensão arterial sistêmica.

Uma idosa, de 76 anos, foi a sétima vítima confirmada da Covid-19 no Acre. Ela deu entrada na UPA do Segundo Distrito no dia 25 deste mês e morreu no dia 27. Ela tinha agravo por hipertensão arterial sistêmica.

O sexto óbito foi um idoso, de 81 anos, que foi internado no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre no dia 15 deste mês e morreu no dia 26. Ele não tinha comorbidades.

Um homem, de 69 anos, que foi internado na UPA do Segundo Distrito da capital no dia 25 deste mês e faleceu no dia 26, foi a oitava morte. Ele tinha problemas renais crônicos.

A nona e última morte registrada no boletim desta quinta (27) foi uma idosa, de 67 anos, que deu entrada no dia 24 deste mês na UPA do Segundo Distrito e morreu no dia 26. Ela era ex-tabagista.

Fonte-G1

Deixe seu comentário

comentários